Visitantes

sexta-feira, 31 de maio de 2013

Diego Beunizam - O desabafo da calça de R$300,00

Eu nunca tive uma calça que custasse 300 reais. Meu estômago sempre embrulhava quando alguns amigos conversavam sobre marcas (de roupa e etc). Depois de ver o desabafo da senhora dizendo que o bolsa família não ajuda ela a comprar calça cara pra filha, me lembrei de uma dentista que conheci. Ela estava me dizendo que a empregada (faxineira) da casa dela, todo dia chorava com dor de dente, e eu perguntei porque ela não ajudava a moça já que ela era dentista, então ela olhou pra mim com ar de "como você é ingênuo" e me disse:

"Olha aqui o meu celular, custou 220$, e eu ganho mais que 5 mil reais por mês, eu não preciso de nada além do que ele tem, ele é bem básico, faz tudo que o das outras pessoas faz, mas é bem simples. Agora vai la e olha quanto ela gastou no celular dela, ela ganha pouco mais que um salário por mês e gastou mais de 1000 reais em um celular... isso só pra viver de imagem pras amigas, está com os dentes podres, mas preferiu pagar mais de 1000 reais em um celular, do que gastar com um (celular) mais simples e assim poder marcar uma consulta... ela sabe que eu sou dentista e ela chora porque é isso que ela quer! Ela quer que eu tenha pena dela e faça obturações de graça por pura compaixão, mas eu sei quem eu devo ajudar e sei quem merece a dor"

Fiquei pensando nisso por dias, e hoje quando vi esse vídeo, me lembrei dessa conversa e também da frase de Voltaire:
"O povo tolo e bárbaro precisa de canga, de um aguilhão e feno."

(Diego Beunizam)

terça-feira, 21 de maio de 2013

Planetas semelhantes a Terra, possível?

http://www1.folha.uol.com.br/ciencia/2013/05/1272564-possibilidade-de-vida-nao-se-resume-a-planetas-similares-a-terra-diz-estudo.shtml

sábado, 4 de maio de 2013

Revolução nos EUA e no Brasil - Henrique Meirelles - Folha de SP

Os dois modelos econômicos de sucesso relacionados aos recursos naturais são o gás de xisto nos EUA e a agropecuária brasileira. É importante analisarmos as razões desse sucesso e suas similaridades.
O óleo de xisto, impregnado no xisto betuminoso, tinha uma exploração difícil, antieconômica e tecnologicamente complicada. O desenvolvimento de um modelo de exploração viável só foi possível por característica básica da estrutura fundiária americana: o proprietário do solo é o proprietário dos recursos minerais do subsolo.
Isso fez com que milhares de proprietários se dedicassem a buscar maneiras de exploração econômica daquela riqueza, envolvendo indivíduos e empresas grandes, médias e pequenas, até que finalmente um cidadão desenvolveu tecnologia viável.
Rapidamente, e de forma surpreendente, os EUA, que cada vez mais se tornavam dependentes do petróleo do Oriente Médio como fonte de energia, com consequências geopolíticas e econômicas importantes, conseguiram aumento significativo da produção doméstica e caminham para a autossuficiência, situação impensável alguns anos atrás.
Outra característica da economia americana também importante neste processo é o fato de a construção de gasodutos no país ser uma iniciativa privada, com licenciamento prático e veloz. Isso permitiu a rápida construção de uma rede nacional de gasodutos com investimentos de um número enorme de empresas e fundos.
Os EUA agora têm uma fonte de energia mais barata que as demais regiões do mundo, viabilizando a volta da competitividade de indústrias que se julgava terem definitivamente migrado para países em desenvolvimento, como a petroquímica. Todas as indústrias intensivas de energia têm hoje nos EUA vantagem competitiva relevante em função da energia abundante e barata.
A agropecuária brasileira tem características semelhantes ao fenômeno do gás de xisto. Em primeiro lugar, a propriedade privada da terra. A escolha do que, quando e onde plantar também é privada, sendo projeto e decisão de milhares de pequenos, médios e grandes empresários rurais. O gargalo ainda a ser equacionado é o transporte da safra.
Como em muitos países, a ação governamental bem-sucedida ocorreu na pesquisa tecnológica. A Embrapa é um exemplo disso. Seu desenvolvimento de sementes, variedades de plantas e tratamento do solo foram fundamentais para a revolução tecnológica no cerrado brasileiro.
São dois exemplos, nos EUA e no Brasil, que oferecem muitas lições sobre o desenvolvimento econômico e o papel dos governos.

Henrique Meirelles é presidente do Conselho da J&F (holding brasileira que controla empresas como JBS, Flora e Eldorado) e chairman do Lazard Americas. Ele foi presidente do Banco Central do Brasil de 2003 a 2010 e, antes disso, presidente global do FleetBoston e do BankBoston.

Postagens populares